Citroën conquista Campeonato do Mundo FIA de Carros de Turismo

  • Os Citroën C-Elysée WTCC garantiram uma quádrupla magnífica em Xangai, com a vitória de José María López à frente de Ma Qing Hua, Yvan Muller e Sébastien Loeb. Um resultado que permitiu à Citroën garantir o título de Campeã do Mundo de Construtores*.
  • Trata-se do primeiro título internacional da Citroën em circuitos, após os cinco títulos conquistados em Rallye-Raid e os oito do WRC.
  • No Campeonato do Mundo de Pilotos, José María López deu um passo importante rumo ao título, que poderá alcançar já na próxima jornada, em Suzuka (de 24 a 26 de Outubro).

Ao colocar os seus quatro carros entre os cinco primeiros nas Qualificações, a Citroën Total já havia deixado uma excelente impressão no Circuito Internacional de Xangai. O início da primeira corrida foi dado frente a tribunas lotadas e animadas por Ma Qing Hua sair da primeira linha da grelha.

Extinguido o semáforo de partida, José María López assumia a liderança da corrida frente ao seu companheiro de equipa chinês e a Yvan Muller. Quinto na grelha, Sébastien Loeb falhava o arranque e completava a primeira volta no 7º lugar. Jogando em casa, Ma Qing Hua seguia no encalço de Pechito López, líder que, apesar de algumas blocagens de rodas, mantinha a sua vantagem.

Enquanto isso, Sébastien Loeb iniciava uma espectacular ascensão, ultrapassando a cada volta, Tiago Monteiro, Gabriele Tarquini e Norbert Michelisz, que vergavam aos ataques do ex-piloto de ralis. A pouco antes de metade da prova, era uma quadrupla Citroën que assumia as operações!

No final, em vista da bandeira de xadrez, os Citroën C-Elysée agrupavam-se e imortalizavam um momento histórico para a Marca. José María López, Ma Qing Hua, Yvan Muller e Sébastien Loeb ofereciam, assim, o título de Campeã do Mundo de Construtores à sua equipa.

Houve pouco tempo para celebrações, dado que o início da segunda corrida acontecia alguns minutos mais tarde. Com a grelha de partida invertida, Sébastien Loeb assumia a melhor posição do grupo, com um lugar na terceira linha. Yvan Muller juntava-se-lhe, logo desde as primeiras curvas, numa altura em que Loeb tentava flanquear Hugo Valente, operação em que seria Muller a beneficiar! Na tentativa de retomar a posição, Loeb deu um toque involuntário em Muller, que se viu forçado a abandonar com a roda traseira danificada.

Entretanto, como é hábito neste piloto, José María López evoluía no pelotão e assumia o 3º lugar, posição em que cruzaria a meta, garantindo pontos valiosos para o Campeonato do Mundo de Pilotos. Sébastien Loeb terminava no 4º posto, mas receberia uma penalização de 30 segundos devido ao incidente de corrida que protagonizou e viu-se relegado para fora do ‘top 10’. Autor de belas lutas com Norbert Michelisz e Tom Coronel, Ma Qing Hua terminava a corrida em 5º.
 

O QUE ELES DISSERAM

Julien Montarnal, Director de Marketing, Comunicação e Desporto Automóvel da Citroën: «Estas vitórias e este título são um enorme orgulho para a Citroën. O profissionalismo, a energia e a paixão da Citroën Racing permitem-nos obter resultados que vão muito para além das nossas expectativas. Definimos um ano para aprender que, afinal, se tornou num ano para ganhar! Quero agradecer a todas as pessoas na equipa, a todos aqueles que elevaram a marca Citroën ao lugar que ela merece: o 1º. Garantir este título em Xangai, num evento extremamente popular, revelou-se um dos mais belos cenários. A China é o nosso maior mercado, já que um em cada quatro carros Citroën é aqui vendido. Todos os nossos convidados, concessionários e clientes puderam, assim, testemunhar o ‘savoir-faire’ tecnológico da Citroën.»

Yves Matton, Director da Citroën Racing: «A temporada ainda não acabou, mas já podemos dizer que este será um ano em grande. Um ano que arrancou há 18 meses, quando começámos a trabalhar neste projecto. Seja no nosso centro técnico de Versailles, ou no terreno, todos na equipa colocaram a sua energia para que estivéssemos prontos logo no arranque do campeonato. Com um carro bem-nascido e um grupo de pilotos fantástico obtivemos excelentes resultados. Gostaria de fazer uma menção especial ao Yvan Muller, pelo seu envolvimento connosco. Foi muito emocionante obter uma quádrupla na China e colocar Ma Qing Hua no pódio.»

José María López: «Perspectivava-se um fim-de-semana importante e eu estava mais nervoso do que o habitual. É uma sensação enorme ganhar o título de Construtores com a Citroën Racing. Parabéns a cada um de nós. Passámos a acreditar, mais do que nunca, que o automobilismo é um desporto de equipa, mesmo que a maior parte da glória recaia nos pilotos. Não foi fácil garantir esta sétima vitória porque o Ma Qing Hua nunca deixou de me pressionar. Isto demonstra que a sua vitória em Moscovo não aconteceu por acaso!»

Ma Qing Hua: «Em primeiro lugar, obrigado e parabéns à Citroën Total. À imagem deste fim-de-semana, foi uma época repleta de sucessos. A equipa realmente deu o seu máximo para compensar a minha falta de regularidade em pista e é muito motivador sentir, assim, esse apoio. Terminar a corrida 1 no 2º lugar, muito perto do vencedor, é um bom resultado, algo que tem, para mim, ainda mais valor do que a minha vitória em Moscovo.»

Yvan Muller: «A título pessoal, este não foi o melhor dos fins-de-semana. Esta não é a minha melhor época! Mas estou feliz com o resultado da equipa. Iniciámos a nossa colaboração há 15 meses e é uma conquista garantir este título. Estou feliz pelos mecânicos, pelos engenheiros, por toda a gente.»

Sébastien Loeb: «A primeira corrida foi emocionante. Falhei a partida, mas consegui regressar à luta com os restantes e superá-los para garantir o 4º lugar. Esta quádrupla será um grande momento para todos recordarmos! Na segunda corrida, estava um pouco optimista demais durante a travagem e atingi o Yvan involuntariamente. Lamento muito por ele e a minha penalização faz sentido. Mas o destaque do dia é o título obtido pela equipa!»
 

RESULTADOS

CORRIDA 1

1. José María López (Citroën C-Elysée WTCC)

2. Ma Qing Hua (Citroën C-Elysée WTCC) +2’’089

3. Yvan Muller (Citroën C-Elysée WTCC) +5’’793

4. Sébastien Loeb (Citroën C-Elysée WTCC) +6’’175

5. Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC) +16’’050

Melhor Volta: Ma Qing Hua, em 1’50’’833

 

CORRIDA 2

1. Mehdi Bennani (Honda Civic WTCC)

2. Tiago Monteiro (Honda Civic WTCC) +2’’590

3. José María López (Citroën C-Elysée WTCC) +4’’041

4. Norbert Michelisz (Honda Civic WTCC) +13’’976

5. Ma Qing Hua (Citroën C-Elysée WTCC) +14’’416

13. Sébastien Loeb (Citroën C-Elysée WTCC) +37’’197

Melhor Volta: Gabriele Tarquini (Honda Civic WTCC), em 1’51’’316

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE PILOTOS

1. José María López 384 pontos; 2. Yvan Muller 291; 3. Sébastien Loeb 251; 4. Tiago Monteiro 170; 5. Norbert Michelisz 142 ; (…) 12º Ma Qing Hua 65; (…)
 

CAMPEONATO DO MUNDO DE CONSTRUTORES

1. Citroën Total 848 pontos; 2. Honda 574 ; 3. Lada 334.

 

* Sob reserva da publicação oficial dos resultados por parte da FIA

Top