WTCC 2015: EM EQUIPA VENCEDORA NÃO SE MEXE

  • A equipa Citroën Total irá manter inalterada a sua formação de pilotos naquela que será a sua segunda temporada no FIA WTCC.
  • Depois de terem alcançado uma tripla no Campeonato do Mundo 2014*, José María López, Yvan Muller e Sébastien Loeb irão dar, assim, continuidade à sua presença no seio da equipa oficial.
  • Dois Citroën C-Elysée WTCC adicionais serão inscritos pela estrutura privada Sébastien Loeb Racing.

Coroada de sucesso, a temporada inaugural da Citroën Racing no FIA WTCC permitiu à Marca conquistar o título de Campeã do Mundo de Construtores e alcançar uma tripla nos Pilotos, através de José María López, Yvan Muller e Sébastien Loeb, por esta ordem.

Em 2015 serão, de novo, três os Citroën C-Elysée WTCC oficiais inscritos em defesa das cores da Citroën Total. «Como ficámos completamente satisfeitos com os nossos pilotos e tendo em conta que nenhum deles considerou mudar de ares, foi um processo fácil de fechar», explica Yves Matton.

«No que se refere ao presente ano, o José María López efectuou uma temporada perfeita, graças a um compromisso incondicional com a equipa. Ele abriu caminho para toda uma nova geração de pilotos, mas agora irá ter que defender o seu título contra adversários altamente motivados, começando pelos seus próprios companheiros de equipa,» acrescenta o Director da Citroën Racing. «Apesar de todos os seus esforços, o Yvan Muller passou por uma verdadeira falta de sucessos, pelo que está ansioso em ver os contadores reinicializados para tentar conquistar um quinto título no WTCC. Já Sébastien Loeb, após ter obtido as suas primeiras vitórias este ano, terá que fazer ainda melhor. Ele abraçou um enorme desafio com a passagem dos ralis para os circuitos, mas já demonstrou ter as qualidades para se tornar num dos melhores pilotos da disciplina.»

Esta presença oficial será acompanhada por dois Citroën C-Elysée WTCC adicionais. A sua preparação será feita pela Sébastien Loeb Racing, estrutura criada pelo nónuplo Campeão do Mundo de Ralis. «Desde a sua criação que a SLR consolidou um verdadeiro savoir-faire a nível internacional, nos circuitos de GT e nos sport-protótipos. A entrada no FIA WTCC traduz-se num novo passo no crescimento da equipa,» disse Loeb. «Não hesitei muito desde que me foi colocada esta oportunidade para a temporada de 2015. Desde o surgimento do novo TC1 que este campeonato tem um interesse cada vez maior, sendo fantástico que a Sébastien Loeb Racing esteja envolvida no processo.»

«Confiar dois Citroën C-Elysée WTCC à estrutura privada da SLR surgiu como uma escolha óbvia,» acrescentou Yves Matton. «Terão ambos chassis de 2014 mas devidamente recondicionados de modo a beneficiarem de todas as evoluções que viermos a adoptar na próxima temporada. Cabe, agora, à equipa finalizar os acordos no que diz respeito a pilotos, mas estamos a trabalhar em conjunto para permitir a Ma Qing Hua dar continuidade à sua carreira no FIA WTCC com a Citroën. As suas performances demonstraram que ele tem capacidades para realizar uma temporada completa em 2015.»

* Sob reserva de publicação dos resultados oficiais por parte da FIA.

Top